28 de set de 2016

Senador da bancada evangélica Magno Malta, recebeu propina de R$ 100 mil



Senador pode ter recebido dinheiro da empresa fabricante de móveis de cozinha Itatiaia


O senador da bancada evangélica Magno Malta (PR-ES) pode ter recebido R$ 100 mil sem declarar, é o que indica uma troca de e-mails entre dirigentes de uma das maiores fabricantes de móveis de cozinha do país.

A reportagem de Folha de S. Paulo teve acesso às conversas, que são de 8 de setembro de 2014. As conversas são entre o presidente da Itatiaia, Victor Penna Costa, o filho dele, Daniel Costa – que era gerente financeiro à época – e o então assessor da firma Hugo Gabrich.

Além disso, mensagens entre funcionários e a direção da Cozinhas Itatiaia indicam que Malta viajou no avião particular da empresa em 2012 e 2013.

Magno Malta é integrante da bancada evangélica no Senado. Ele nega [é claro] ter recebido dinheiro da Itatiaia e afirma que voou no avião da firma para fazer palestras.

Em um dos e-mails, Costa manda o filho depositar para a Vix Consulting somente R$ 475 mil. "Os outros R$ 100.000 são para compensar a retirada em dinheiro de R$ 100.000 do Malta. Não sei como foi contabilizado [a saída desse valor da empresa]", escreve o presidente da empresa.

O filho questiona: "Quem realizou o pagamento do Malta? Existe NF, foi declarado a doação?".

Victor finaliza: "Não existe NF, não declaramos. Está em aberto, talvez como adiantamento para mim. Veja com Lailton [tesoureiro da empresa]. Favor apagar todos os e-mails sobre este assunto".

A publicação refere que Gabrich afirmou que a empresa fez nota fria para justificar pagamentos não declarados da Itatiaia. O destino do restante do valor da nota (R$ 400 mil) não aparece na troca de e-mails.

Em outra troca de mensagens entre Gabrich e Malta, Gabrich fala dos R$ 100 mil da Itatiaia e o senador responde: "Amigo não tenho conhecimento de nada dessas coisas.. Mas dia 16 estarei de volta a Brasília".

JATINHO

Mensagens indicam que o senador usou avião particular da Itatiaia ao menos duas vezes: em 20 de julho de 2012, de Vitória a Aracaju (SE), e em 27 de fevereiro de 2013, no trajeto Brasília-Rio.

OUTRO LADO

O senador Magno Malta divulgou uma nota negando ter recebido dinheiro da Cozinhas Itatiaia.

"O senador, que vive grande exposição em virtude do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff, responde com transparência e com a consciência de não ter cometido nenhum crime."

Segundo a nota, os voos no jatinho, "que não são nenhuma ilegalidade", foram para palestras sobre "o combate à pedofilia, a redução da maioridade penal e a luta contra a legalização do uso da maconha".

Victor Costa, presidente da Itatiaia, não comentou o assunto.

Via notíciasaominuto
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário