10 de set de 2016

Cantora gospel é presa por suspeita de matar o próprio marido




Uma cantora gospel foi presa na última quinta-feira, 16 de julho, em Piracicaba (SP), por suspeita de assassinar o próprio marido.

O crime ocorreu setembro de 2013, quando familiares deram conta do desaparecimento do casal. Na época, um dos carros da família foi encontrado incendiado, com ossos humanos carbonizados.

Tania Levy, 38 anos, voltou à sua residência dias depois e nunca falava sobre o assunto publicamente. Agora, ela foi presa na cidade do interior paulista após a expedição de um mandado feita pela Justiça, que aceitou os indícios apresentados pelos investigadores. O marido de Tania, Eliel Silveira Levy, 37 anos, era produtor musical e guarda municipal em São Pedro (SP).

Após ser submetida a um exame de corpo delito, ela foi encaminhada para a Cadeia Pública Feminina de Santa Bárbara d’Oeste.

Para os policiais que investigaram a morte de Eliel, a cantora foi a autora do crime: “Fizemos um relatório muito profundo, colhemos materiais e provas, apuramos evidências e apresentamos ao delegado. Por isso, o processo levou bastante tempo”, afirmou um investigador, em entrevista ao G1.

A advogada da cantora, Manuela Guedes, afirmou que sua cliente é inocente e que vai entrar com um pedido de habeas corpus na Justiça.

Tania já havia sido ouvida pelo delegado Marcel Willian Oliveira de Sousa em dezembro de 2013. À época, ele se recusou a comentar o conteúdo do depoimento e destacou que o inquérito só seria finalizado após as diligências serem completadas e os materiais colhidos serem analisados.

Agora, com a posse dos laudos periciais que estavam pendentes, o delegado concluiu a audição de todas as testemunhas e pediu à Justiça a prisão preventiva da cantora.

Via G1
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário